Início > Notícias > Lendo
Setor de casamentos cresce e movimenta comércio

Publicada em 28/05/2018

Mesmo diante de um cenário de crise na economia brasileira, o mercado de casamentos registrou aumento de 25% em 2017, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Data Popular e a Associação Brasileira de Eventos Sociais (ABRAFESTA). Se o mercado de festas apresentou um crescimento, as vendas no setor também tiveram um aumento significativo. O setor de casamentos movimenta quase todo comércio, lojas de roupas, calçados, presentes, joalherias, acessórios, doces, alimentação, bebidas, salões de beleza e floriculturas, além dos segmentos de buffet, gráfica, fotografia e filmagem, faturam com as festas.

“Enquanto os noivos investem em buffets, doces, bolos, fotógrafos, cinegrafistas, gráfica, roupas, calçados, joias, acessórios e salão de beleza, além de viagens, os convidados precisam comprar roupas e calçados novos, presentes e se arrumar nos salões. Com  isso, o setor de casamentos aquece praticamente todo comércio”, ressaltou o presidente do Sicomércio de Barra Mansa, Alberto dos Santos Pinto. 

No segmento de decoração, as floriculturas registraram um aumento nos últimos anos, já que as festas têm ganhado cada vez mais sofisticação e flores. Proprietária da Luciana Flores, Wanessa Ribeiro Macedo Delcourt informou que, nos últimos cinco anos, houve um crescimento de 30% nas decorações de casamentos. “Hoje os noivos preferem investir muito mais na recepção do que na cerimônia, já que o tempo de duração da festa é bem maior que o da cerimônia, informou.

Apesar de maio ser conhecido como o mês das noivas, devido ao clima e a questão da religiosidade, Wanessa informou que a procura por esse mês já não é tão grande: “Maio é um mês de temperatura amena e dias bonitos, com céu azul e um belo por do sol, excelente para casamentos em espaços abertos. Porém, de alguns anos para cá, ele tem dividido espaço com setembro (por ser Primavera, também de clima ameno) e dezembro e janeiro (por questões financeiras e época de férias)”.

Sobre as flores preferidas pelas noivas, ela informou que a procura são pelas flores da estação, por conta do custo benefício. “Mas está muito em alta o uso de flores exóticas, que são mais sofisticadas e que proporcionam  arranjos mais ousados e desestruturados. A grande tendência do momento são os arranjos desestruturados e diversificados, tanto nas mesas de convidados quanto na mesa do bolo. Outra tendência são os arranjos aéreos”, disse Wanessa, informando que, assim como na decoração, a tendência dos bouquets de noivas são os desestruturados e com flores exóticas: “Porém ainda tem muitas noivas que preferem os bouquets mais clássicos e românticos”.

Peça principal em um casamento e a mais desejada das noivas, o vestido é sonhado anos antes da cerimônia. E, segundo o estilista Ruy Dantas, apesar da moda ditar tendência em tudo, na hora de escolher o vestido a maioria das noivas optam pelo seu sonho e não pelo o que está na moda. As pedras e bordados sempre são usados, seja nas cerimônias ao ar livre ou em ambientes fechados. “Quanto ao brilho ou lisos não há moda, sempre respeitando a preferência da noiva. O branco sempre prevalece nos vestidos de noiva. Entre os tecidos, são usados cetim, zebeline, crepe, mousselines, tules e pois du sprit, tecidos apropriados para executar belos modelos”, informou.

Ruy, que trabalha há anos no mercado de alta costura junto com o irmão Alexandre Dantas e a mãe Marly Dantas, já perdeu a conta de quantos vestidos de noiva confeccionaram. “Já fizemos vestidos de noivas para mães, depois filhas e netas, passando por várias gerações de uma família”, disse, contando que tudo começou com a avó Jarda Dantas, que também era estilista.

Segundo ele, o vestido de noiva deve começar a ser feito com antecedência para que saia do jeito que a noiva sonhou. “As encomendas são sempre de acordo com o tempo de cada noiva. As mais ansiosas com seis meses. Mas a preferência é de 60 dias antes do matrimônio, disse. Além das noivas, o estilista também faz vestidos para as madrinhas, damas de honra, mães dos noivos e convidadas.

Sobre as cores mais usadas, Ruy disse que todas são bem vindas. “A cor não obedece nenhum critério.  A determinação de cores fica a escolha da noiva,  junto com a cerimonialista do evento. Quando não há determinação de cor, damos  preferência a cor que combine melhor com  a tonalidade de pele da cliente”, comentou.

Leia também

Sicomércio Barra Mansa
(24) 3323 2790

Sind. Com. Varejista de Barra Mansa, Quatis e Rio Claro
Rua José Maria da Cruz, 55 - SL 204
Centro - Barra Mansa - RJ - CEP27330-280

Desenvolvido por Rian Design