Início > Notícias > Lendo
Copa do Mundo movimenta comércio de Barra Mansa

Publicada em 28/06/2018

A Copa do Mundo começou no dia 14 de junho e o Brasil estreou no dia 17, contra a Suíça. Maior evento esportivo do mundo, a Copa, que este ano acontece na Rússia, movimenta o comércio de todos os países que participam do mundial. No Brasil, produtos verde e amarelo já tomaram conta dos principais centros comerciais antes mesmo dos jogos começarem. Em Barra Mansa, na Avenida Joaquim Leite, no Centro, muitas lojas estão comercializando artigos do Brasil.

Segundo a funcionária da loja Agosto Bijoux, Mayre Hellem de Mattos Ferreira de Souza, que vende diversos tipos de adereços pra torcer pela Seleção Brasileira, a procura pelos produtos verde e amarelo começou antes mesmo do início da Copa. “Duas semanas antes já começamos a ter procura. Entre os artigos mais vendidos estão camisas, cornetas e bandeiras”, disse. Para quem quer se vestir nas cores da Seleção pra torcer pelo Brasil, a loja conta ainda com arco, máscara, óculos, pompom, chapéu, boné, peruca, chaveiro, pulseira, bolsa e cartola. “Temos produtos para todas as idades e estilos, de R$ 1,00 a R$ 19,99. Dá pra gastar pouco e torcer pelo Brasil”, completou Mayre Hellem.

De acordo com o Sicomércio de Barra Mansa, a Copa movimenta não só as lojas que vendem estes tipos de produtos, mas também açougues e distribuidoras de bebidas. Afinal, o brasileiro adora fazer um churrasco para acompanhar os jogos. A expectativa do sindicato é de um aumento de 30% na venda de carnes e bebidas nos dias que antecedem os jogos. Quem confirma são os empresários dos setores. Proprietário do Açougue Boizão, Iago da Silva Fonseca informou que no sábado, véspera do jogo, o movimento foi grande. “Tivemos um movimento 30% maior do que um sábado normal”, disse.

O resultado disso foi que Iago decidiu abrir o açougue no domingo, dia da estreia da Seleção Brasileira. “Não costumamos abrir aos domingos, mas por conta do jogo funcionamos das 8h ao meio dia e o movimento foi muito bom”, disse, informando que entre as carnes mais procuradas para o churrasco estão picanha, contra filé, alcatra, linguiça e asa de frango. “Também vendemos carvão, sal grosso e temperos para quem quer fazer churrasco”, disse. Em relação ao valor da carne, Iago disse que depois da greve dos caminhoneiros ela teve um aumento, mas ele explicou que o valor está diminuindo: “Aos poucos está se estabilizando, só não sabemos se vai voltar ao valor que era antes”.

Proprietário do Varejão das Bebidas Duque, o comerciante João Batista Duque informou que a procura por enquanto está normal. Mas ele espera um aumento, principalmente na venda de cerveja, em função da Copa do Mundo. “Estamos esperando um aumento de 30% nas vendas de bebidas. Como a maioria das pessoas gosta de fazer churrasco, esperamos que a cerveja seja a mais procurada, mas a expectativa é de que haja aumento também na venda de refrigerantes”, disse. Para se preparar para atender os clientes e não faltar bebidas, João Batista informou que reforçou seu estoque.

 

Como fica o trabalho

na atividade privada

nos dias dos jogos

 

 

De acordo com o advogado do Sicomércio, Aloizio Perez, até o momento a União não declarou que os dias de jogos do Brasil, na Copa do Mundo, são dias feriados, salvo, como ponto facultativo, para funcionários públicos, não se aplicando aos empregados da atividade privada.

 “A empresa privada tem total liberdade para agir da forma que lhe convier, como, por exemplo, liberar o empregado 30 minutos ou uma hora antes dos jogos, para retornar também 30 minutos ou uma hora depois do jogo. A empresa pode também firmar um aditivo contratual para compensar as horas de folgas nos dias de jogos com a prorrogação da jornada em outros dias, até o máximo de duas horas, para, no mês, atingir às 220 horas”, explicou Aloizio.

 Segundo ele, a empresa privada não tem obrigação de liberar o empregado no dia de jogo do Brasil: “Mas a orientação é para liberar do trabalho e compensar as horas faltantes com acréscimo de no máximo duas horas em outros dias até atingir 220 horas mensais, mediante ajuste individual em contrato escrito ou aditamento contratual”.

 Aloizio destacou que a empresa também pode firmar um acordo de banco de horas semestral, sem a intervenção sindical, para, em seis meses, compensar as horas de folgas nos dias de jogos do Brasil na copa do mundo. O modelo de banco de horas semestral está no site do Sicomércio. O endereço é www.sicomerciobm.com.br

Leia também

Sicomércio Barra Mansa
(24) 3323 2790

Sind. Com. Varejista de Barra Mansa, Quatis e Rio Claro
Rua José Maria da Cruz, 55 - SL 204
Centro - Barra Mansa - RJ - CEP27330-280

Desenvolvido por Rian Design